segunda-feira, 31 de julho de 2017

Poema do amar caduco





É um amor de muitos anos, 
Um amor de muitas rugas e algumas perdas.. 
É um amor quase velho, marcado pelas idas do tempo.. 
E, principalmente, é um amor de longe.. 
Feito nas distâncias, nas estradas, nos quilômetros que parecem pequenas imensidões.. 
São os amantes, para além das lonjuras e dos ínterins, insistentes Sísifos teimosos.. 
Conhecem bem seus corpos, suas peles, suas reentrâncias.. 
A cama é o altar onde se reconhecem. 
É um amor táctil, feito de braile..  
Desenhado nos ângulos e curvas de seus corpos.. 
Anelam-se as mãos, 
Tangenciam-se os dorsos 
Enroscam-se no outro.. 
E, sobretudo, amam-se.. 
Amam-se os amantes, 
Amam-se, mas não se sabem.. 


(Dos 23 poemas de amor)


Os amantes - Chagall