quinta-feira, 7 de julho de 2011

A pobre louca Esperança




A pobre louca Esperança cai do balão luminoso.
Voa, luz incandescente, no universo das nuvens.
Corra, pelo tapete mágico, as pradarias mais surreais.
Na queda, Esperança fraturou-se.
Machucada, internou-se no hospital mais próximo..
passaram-se nebulosos meses e
a pobre louca ganhou alta.
É filha do Desvario e da Inocência,
anda em trapos pedindo esmolas, pobre louca atormentada!
Vá, cruza as pontes, menina
planta teus devaneios,
colha tuas flores..
No fim, verás que andarás de mãos dadas com o mundo..
E trarás invisíveis alegrias aos teus..
e talvez, venha a morar nos corações mais duros..
Um dia,
todos te chamarão.
Um dia,
todos saberão teu nome, Esperança!!!




















Fotos: Capadócia - daniela possamai

Nenhum comentário: