domingo, 1 de agosto de 2010

Alma faminta




Seria eu algum algoritmo especial capaz de reduzir minha definitiva equação? Seria eu o número da besta? Seria eu o infinito cabível dentro de uma ostra? Ou números irracionais envolvidos de pura metafísica? Ou o pi angustiado no universo quadrado e sem curva? Ou simplesmente um bando de ossos, cabelos, pele e uma alma faminta?

01.08.2010 - A filha da baronesa
foto: Daniela Possamai - Firenze

Nenhum comentário: