quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Tu, aquele deus caído

Tu eras um deus caído,
ali,
 nos meus braços,
 dormindo,
quando vieste..
 E foi então 
que eu pude perceber 
que o que sabia das folhas não era nada,
 as estações,
 os dias,
 os pássaros..
Tudo,
tudo já não era nada...
 talvez nem a vida..
nem a vida era coisa alguma..
Só tu,
 nessa aventura indizível de ser,
 é que fizeste do mundo o novo..
e me deste!!


Foto: D. Possamai

Nenhum comentário: