terça-feira, 7 de dezembro de 2010

à deriva

mares que naveguei,
mares distantes,
mares cujo olhar minha pupila ainda não viu.
ilhas que vejo agora.
ilhas de ti onde me encontro perdida.
sem norte,
sem sorte,
à deriva.
barco sem porto,
barco à vela quebrado,
porto distante que já não o vejo.
cais de pedra.
solidão..


Charlotte Amalie , 2008
Fotos: Daniela Possamai - Charlotte Amalie

Nenhum comentário: