domingo, 5 de dezembro de 2010

Devaneios meus ao longo do dia



Na inconcretude do teu olhar meu corpo vaga..



Ah essa insensatez minha... que faz procurar no vento.. o cheiro teu..


E eu te escrevo para que me ouças.. nos dias... nestes longos dias.. em que não poderei cantá-lo!!!




Nenhum comentário: