domingo, 5 de dezembro de 2010

à espera de poesia



Eu, soldado ferido,
 à espera de mais e mais poesia.
poesia de segundos,
de trincheiras,
de guerras em flores,
de armas de papel
e versos em balas de canhão..
Poesia que te procuro no céu,
na pedra,
na rua.
poesia minha 
de encantos coloridos.
poesia nossa de cada dia
poesia pra fugir da vida crua
poesia pra viver a vida nua..


Bratislava - Foto: Daniela Possamai


Nenhum comentário: