domingo, 12 de dezembro de 2010

Voos e letras



E se escrevo é pra me libertar
deste eu inquieto,
um eu ávido, faminto.
Escrevo pra dar vazão ao que não cabe em mim
Escrevo cega em linhas tênues, ínfimas
Papéis brancos, manuscritos meus
escrevo porque não sei dizer
palavras, a-palavras
métrica, rima, hemistíquios
nomenclaturas sem sentido
escrevo porque é tudo o que sei
porque tenho asas e voo
escrevo porque não sei cantar
e se canto, escrevo..


Nenhum comentário: