quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Poe sentado numa sala escura

Amo teatro..
Como um Sísifo isento de pedra, me dedico a este prazer que me faz tremer o corpo e arrepiar a alma..Na semana passada assisti a peça "O coração delator".. um monólogo cujo texto é do escritor americano Edgar Allan Poe..
Eu já tinha lido esse frase em outra vida..inclusive a tinha escrito no twitter em tempos longínquos.. mas agora, agora ela ressurgiu radiante, aos berros, no teatro...  a frase ficou em mim como um martelo na alma.. ecoando..ecoando..ecoando..

"Não fui, na infância, como os outros
 e nunca vi como os outros viam.
Minhas paixões
eu não podia tirar das fontes igual à deles;
e era outro o canto que acordava o coração de alegria.
Tudo o que amei,
amei sozinho!!"
Edgar Allan Poe


Nenhum comentário: