sexta-feira, 8 de abril de 2011

Samba dos adeuses..




Adeuses são pássaros que voam libertos..
no azul.. 
 tempos à espera de acontecerem..
Quiçá..
 Um dia..
 libélulas verdes a quem chamamos Esperança..
as velhas mãos trêmulas que parecem abanar ao nada.
Adeuses são intervalos,
interins,
entrementes,
espaços vazios,
vácuos.
imensos vácuos negros..
A vida é sempre um grande trem de menino..
São vagões amarelos os adeuses..
parados..
estáticos..
 na estação!!




Escrito à bordo do Via Australis, em algum lugar entre o Cabo Horn e a passagem de Drake, depois de muito observar os adeuses no Porto de Ushuaia.
Entre o fim do mundo e mim - 07/04/2011

Nenhum comentário: