quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Anatomia de um anjo e o abismo





era um humano,
mas a menina, insistentemente, chamava-o de anjo!
ela acreditava ser um anjo. 
um anjo despido 
enclausurado numa gaiola.
um anjo sem maldade, 
sem embustes!
ela, a estátua ingênua, tinha olhos de credulidade..
e assim o anjo podia voar junto dela.. 

mas vieram muitos abismos!!
pontes imensas cujo final não existia,
travessias incalculáveis,  
tábuas intransponíveis. 
vieram os abismos e o anjo caiu imerso nos paredões de pedra!!
lhe ofereceram a soltura, mas o anjo não sabia voar sozinho.. 
na queda suas asas quebraram-se
e ele ficou enclausurado na sua própria clausura.. 
o abismo o engoliu voraz.. 
A menina nunca  mais o viu!! 
e o anjo, o anjo já  não voa mais..



 Fotos: D. Possamai

Nenhum comentário: