quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Canções e outras melodias de amar

 


Eu não canto só ao amor
eu canto à vida
ora leve, ora densa
canto a cor das horas
e a beleza das flores que trazes na mão
eu canto a mim e ao meu amor de menina
amor de libélula pelo príncipe poema
eu canto a canção do fogo
e atravesso a vida de coração aberto e medos vários
eu canto a ti
porque o teu amor é luz e estrada
senderos de onde partem meus navios de desejo
caminhos por onde navegam minhas canções de mar e amar
canto-te música que a minha alma evoca
e se às vezes choro, amor
é por que sem ti sou coisa frágil
é por que sem ti, partem de mim, todos os meus navios
e tu, meu amor,
tu,
tu és o próprio mar..

21/junho


foto: d.possamai

2 comentários:

Anônimo disse...

Meeeeuu Deus....que belas palavras.
Seu blog é lindoooo...
Trouxe-me um inexplicável bem estar.

bjs,
Roseli

A filha da Baronesa - Daniela Possamai disse...

Obrigada, querida Roseli!

Fico imensamente feliz ao ouví-la. Quando as palavras tangenciam a alma, a poesia - essa dama - já sorri satisfeita.

Um beijo no coração e lindos dias de sol.
Dani