sexta-feira, 9 de setembro de 2011

As esperas e a ausência

A espera é flor árdua e tem gosto de terra acre.
Não sei o que fazer dos minutos mortos..


Ausências são os lapsos coloridos de tempo..
os breves silêncios que fazemos, às vezes, pela vida..


"...um pássaro invisível empenhava-se em que fosse breve o dia,
 explorando com uma nota prolongada a solidão circundante..." Marcel Proust

Nenhum comentário: