segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Poeminha breve




Escreverei poemas, flor da manhã.
e te direi palavras nunca antes ditas.
e te beijarei a boca.
e aninharei meu corpo em ti como pétala..
Eu te direi meu amor como prece.
e te acordarei aos beijos e margaridas..
Delicada, te darei meus sorrisos
e a cada manhã, um verso de amor.
um verso de mim.
um verso assim,
quietinho e amarelo..

Um comentário:

Ricardo disse...

Que delicadeza!