sábado, 14 de janeiro de 2012

Poeminha da hora inquieta



Acusaram-me, infames, de atormentada e louca de atar!! 
Que fiz eu então?? 
Dei-lhes as costas e fui amar.. 
Mal sabem os sábios de que é feita a vida.. 
Não são de números nem de cimentos.. 
São feitas -  as vidas -  de ternuras, espantos e de alguma poesia.. 

E se me perguntassem mais uma vez:
 acaso estraçalhaste no chão??
Eu ainda assim diria:
 não, pulei do último andar daquela nuvem mágica.. 
Troquem seus óculos, senhores!!! 
Troquem seus óculos.
O amor vale todos os oceanos com suas lágrimas..

Magritte - The False Mirror


Nenhum comentário: