sexta-feira, 1 de junho de 2012

Versos para encantar o gris dos dias



E eu desenho minha poesia nos muros da cidade..
Eram tão feios os muros
Que agora parecem ganhar vida nova
E então eu vejo essas belas sílabas espalhando-se pela ruas
Vejo os versos construindo as avenidas, as pontes,
Por entre os carros e os transeuntes..
Versos que vejo colorindo teu dia
Poemas que deixo na esperança de que faça feliz tua manhã
De que te faças esboçar um sorriso miúdo
De que encante o teu olho de espera
E te faças pensar no quão teus são esses versos
No quanto de ti há neles
Serás tu uma sílaba??
Quiçá um soneto?
Ou um verso envergonhado com dedos de ternura??
Mas não, nada, meu amor,
nada disso és tu
Tu não és parte ou sílaba do meu verso
Tu és todo o meu poema..
Um longo e interminável poema de amor
E eu, eu só quero, para sempre, poetar-te!!!


Quero colorir o teu dia,
ainda que na minha paleta de cores haja só cinzas e suas intermináveis nuances.. 

22/05/12





Nenhum comentário: