quarta-feira, 1 de agosto de 2012

O mundo - essa enfermaria




A morte, ela sim, possui uma estranha face.
Às vezes bela, às vezes provocativa..
Zombeteira de tudo e todos!
É feita de labirintos a morte.
Uma menina - uma menina de olhos densos..

Mas eu sei, causa-vos certo desconforto falar da morte..
É como se ela, nalgum dia, não alcançasse vossos rostos quase falecidos.
E eu olho para tudo e vejo a morte em cada objeto, cada flor, cada corpo flácido.
Saibam os senhores, vivemos em enfermarias!!
O mundo é uma estupefata e surpreendente enfermaria.

Mas eu tenho uma indagação que insiste em não calar,
Uma questão humana de assustado cerne
Um estranho desassossego que me pergunta todo dia.. 
mas afinal, quem é que vive???

22.jun.12

Vivemos todos enfermos!! 
Pessoas são feitas de água e medo.


"Fiz uma canção para dar-te;
porém tu já estavas morrendo.
A Morte é um poderoso vento.
E é um suspiro tão tímido, a Arte... "
 Cecília Meireles, in 'Retrato Natural'

 Morte na Enfermaria - Munch

Nenhum comentário: