quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A escuridão de ti



Mas é quando fecho os olhos que tu me invades..
É nos intervalos de escuridão que sinto tua mão percorrendo meu seio,
envolvendo meu dorso,
abraçando minha cintura que é tão tua..
E quando abro os olhos, de súbito e magicamente, tu evaporas.. 
E é como se eu quisesse viver de olhos fechados para sentir-te..
porque são esses os instantes em que eu te vivo aqui..
assim meu, 
assim vestido de mim..
E abrir os olhos, meu amor, é como negar-te..
É deixar-te, menino que és, longe do meu colo..
Mas quando amanhece, amor..
Eu olho pra o teu lado da cama,
 estendo minha mão numa tentativa desesperada de te buscar..
mas tu, amor..
tu não estás..
 D.

"Fica comigo este dia e esta noite 
e possuirás a origem de todos os poemas.." Walt Whitman


Nenhum comentário: