domingo, 11 de novembro de 2012

Fragmento de poema



Conta-me de ti e do teu sorriso que eu adoro.
Fala-me do amor e do tempo.
Pronuncia as tuas horas
e os minutos que vivi sem ti..
Fala-me dos teus olhos e das tuas mãos.
Olha-me como o verde dos teus olhos e soletra-te..
Soletra-te, meu amor
no meu corpo..
Soletra-te cego
Com dedos de braile, amor..

O rapto da Proserpina - Bernini

Nenhum comentário: