segunda-feira, 22 de abril de 2013

Maldição




Disseram-me que eu escrevesse mais
Pediram-me versos e os poemas todos
Lhes disse: não sou poeta, não moram em mim versos nem sonetos.. 
Eu sou um deserto de flores de plástico 
Um desenho feito de carvão e algumas vísceras.. 
Não nascem de mim nem versos nem bebês prematuros.. 
Eu sou um ventre seco.. 
E se escrevo alguma coisa, nomine-a de jeito que quiserdes.. 
Poemas sejam.. 
Malditos poemas feitos de sal..  



Nenhum comentário: