segunda-feira, 22 de abril de 2013

Monólogo para o meu silêncio




Perdoa o meu amor!!
Esse meu amor que é silêncio.
Esse meu amor que afaga tuas vaidades..

Perdoa esse meu querer assim tão estranho.
Assim tão confuso.
Perdoa a mim por amar-te tanto e amar-te ainda!

Eu sei que os dias se despedaçam..
Que a vida corre veloz..
Que as horas morrem..
Eu sei do abandono, do desalento, do desamparo..

Mas perdoa-me amor
Eu era um coração infantil e não soube te compreender.
Eu era um coração assustado e não soube te esperar.

Perdoa-me!!
Perdoa-me por amar-te ainda depois de tantos afazeres..
Perdoa-me por amar-te assim..
Assim,
Assim silenciosa,
Assim tua..



Eu te entrego o meu amor em castiçais de tulipa.. Cuida!!! 



Nenhum comentário: