terça-feira, 7 de maio de 2013

Desacordo

 
Não será a vida um sonho
desses mutantes e mutáveis como são as horas?
Não serão acontecimentos fortuitos nossos minutos - quase pequenos milagres talvez?
Não é a vida - ela própria - um indelével mistério?
 
Ora, ora não nos enganemos pois..
Não há acordo..
Nunca há!!!
 
A vida é essa..
A vida que jaz - pobre menina - no sepulcro das horas..
E que se vai,
lentamente,
pouco a pouco,
cambaleante,
meio tola,
meio ébria para o destino final..
o destino final - a morte - flor azul ingrata..
 
Repito, não há acordo!! Nunca há!!
Brindemos os dias de morte, senhores..
Brindemos..
Brindemos com um naco de vida..
 
 



Nenhum comentário: