terça-feira, 7 de maio de 2013

Poema para descrever minha saudade






Minha saudade anda às voltas, sufocada em oceanos..
Navega as montanhas e as lonjuras até chegar a ti e as tuas coisas..
Minha saudade caminha os parques e as avenidas,
escala os arranha-céus e se atira, pobre louca, do alto do Fuji-Yama..

Minha saudade anda aos prantos, molhando as maresias..
Chora todo dia e agora vive nua..
Vive nua, dançando tuas canções  inexatas,
esperando um abraço desse teu mar impreciso..

Minha saudade anda às tontas, cambaleante, ébria de ti..
Minha saudade te olha na rua, te cheira no vento e te implora que venhas..
Minha saudade cansou de silêncio e agora ela grita..
Grita tanto e te pede que a mates..
Minha saudade.. um jasmim amarelo de súplica!!! 

"De Saudades vou morrendo 
E na morte vou pensando: 
Meu amôr, por que partiste, 
Sem me dizer até quando?"

António Botto, in 'Canções'



Nenhum comentário: