sexta-feira, 1 de julho de 2016

Das névoas e suas nuances



E eis que acordam as neblinas nos seus sonhos de montanhas.. 
E invadem as encostas como amantes sem pudor.. 
E sem nenhuma cerimônia mudam a paisagem das janelas e adentram devassas os horizontes.. 
É na névoa que habitam os velhos fantasmas e os antigos amores,
Pequenas fumaças desavergonhadas que ficam ai, à espreita, 
tentando assustar algum visitante desprevenido.. 


Nenhum comentário: