domingo, 3 de julho de 2016

Poeminha do amor apaixonado



E então me apaixonei - mera distração!!!
Me apaixonei como se apaixonam pela morte os suicidas no trágico instante. 
De uma paixão quase sempre cega, cega e burra.. 
Como sempre apaixonantes são nossas próprias metades idealizadas.. 
Me apaixonei como se apaixonam as flores pela primavera..
E te amei com um amor enfurecido, feito dessa paixão desmedida, sem razão, imersa no cólera e na vida.. 
E da paixão sem fim, nascera enfim este grande amor sem sim..


 (Dos 23 poemas de amor) 



Nenhum comentário: