terça-feira, 12 de julho de 2016

Poeminha do amor irremediável



Amavam-se tanto e grandemente, que o universo parecia pequeno aos amantes 
Era um amor que crescia em progressões geométricas quase inexplicáveis.. 
Amavam-se muito e mais e, quanto mais amavam, mais queriam amar.. 
Amavam-se absurdamente e de um amor assim, grande e eloquente, amaram-se sempre.. 
Amaram-se irremediavelmente.. 




Nenhum comentário: