sábado, 17 de dezembro de 2016

Poeminha para os novos dias





As guirlandas, os noéis, os din-dons - 
Sutis prenúncios de um ano que finda.. 
A vida parece andar mais apressada em Dezembro.. 
E corre louca, desejosa de férias e de praia.. 

Que venha Janeiro, entre guizos e fogos, anunciando coisas boas.. 
Que entre Janeiro na sua mágica esperança de tempos melhores.. 
E a gente deixa para Janeiro os sonhos de todo ano..
E faz planos.. 
E invoca às ondas, 
aos 12 bagos de uva, 
a sagrada Yemanjá os desígnios de dias vindouros.. 
Ahh meu amigo, não cumpra seu planejamento.. 
Deixe para o universo.. 

Neste novíssimo ano, abraça teu amor, teu filho, teu cachorro.. 
Doa-lhes o teu tempo - esse precioso menino que foge..
Diga-lhes o quanto você os ama.. 
Nesta vida, meu caro.. 
Imóveis são perdidos, 
Carros são batidos, 
Roupas são rasgadas, 
Dias são desperdiçados.. 

Faz de 2017 o ano do teu tempo doado, 
Encha teu filho de abraços, 
Sorria aos vizinhos mal humorados, plante mais flores, 
Fotografe nuvens, 
Faça nada.. 
Doa aos teus o tempo, 
Doa teus íntimos momentos, 
Dá aos outros um pouco de ti.. 
E milagrosamente verás o tempo - aquele mesmo menino fujão, 
estacionar sua locomotiva num dia qualquer 
e, sutil e magicamente, brindar a vida.. 



Nenhum comentário: